Veja quem são as/os maiores rappers do Brasil!

Com muitos nomes, o rap já é consolidado no país, mas alguns artistas "roubam" a cena. Confira!

Foto: @jardelrfotografia

Sabotage

Nascidojogos de bingo de cartela online grátis1973, o saudoso rapper foi essencial na cena, tendo seu álbum "Rap É Compromisso!" considerado como um marco no rap nacional. Nos deixou com 29 anos,jogos de bingo de cartela online grátis2003.

Foto: Reprodução

Sharylaine

Sharylaine fundou o primeiro grupo brasileiro de rap feminino, Rap Girls,jogos de bingo de cartela online grátis1986. É a única mulher na histórica coletânea Consciência Black rimando “disseram então que eu não podia cantar”. Está na ativa.

Foto: Rovena Rosa/AB

Carlos Eduardo Taddeo

Rapper e letrista, Eduardo ficou conhecido pelajogos de bingo de cartela online grátishabilidade de letrista, tendo contribuído significativamente com o rap nacional. Atualmente ele é uma figura de inspiração para a cena.

Foto: Instagram

Mano Brown

Membro fundador do Racionais MCs, Brown é uma das figuras mais emblemáticas do rap nacional, sendo referência nele, bem comojogos de bingo de cartela online grátisuniversidades, tendo título honoris causa na Unicamp com o Racionais.

Foto: Instagram

Negra Li

A rapper multifacetada, sendo conhecida também como atriz, Negra é muito conceituada por suas letras e voz marcante. Ela representa e, muito bem, as mulheres no rap que, ainda, são minoria na cena.

Foto: @dopamineblur

Emicida

Conhecido por suas letras inteligentes e engajamentojogos de bingo de cartela online grátiscausas sociais, Emicida ganhou reconhecimento aqui e fora do país, principalmente pelo seu estilo único e músicas que mesclam o rap com outras vertentes.

Foto: Instagram

Criolo

Com uma capacidade única de mesclar o rap com ritmos brasileiros, Criolo possuijogos de bingo de cartela online grátisprópria identidade. Com isso, ele é considerado um dos principais artistas do país.

Foto: Divulgação

MV Bill

Crescido na favela de Cidade de Deus, MV Bill é conhecido por suas letras que retratam a realidade de uma sociedade marginalizada. Reconhecido por seu ativismo, ele busca dar voz a aqueles que não tem.

Foto:

LEIA + no VISÃO do CORRE

Foto: Valter Campanato/AB